Notícias

ERSA Sul debate fortalecimento dos sindicatos Data: 08/11/2017 Fonte: Imprensa FNA

Foto: Carolina Jardine

A maioria dos arquitetos ainda não se vê como trabalhador e, desta forma, não exige seus direitos. A constatação foi feita pelo presidente da FNA, Cicero Alvarez, que participou na manhã deste sábado (4/11) de 3º ERSA Sul em Porto Alegre. Segundo ele, é preciso fortalecer os sindicatos, que são quem defende o profissional quando ele não tem mais a quem recorrer. Ao lado da secretária geral da FNA, Fernanda Lanzarin, Cicero Alvarez apresentou os projetos em andamento na federação, que incluem organização dos sindicatos existentes e uma maior participação do movimento em regiões onde não há ação sindical formalizada. Sobre a nova realidade financeira que chega com o fim da CSU, Cicero acredita que é o momento de inovar e achar novas formas de arrecadação.

Situação dos sindicatos
Durante o encontro, cada sindicato da regional Sul apresentou os desafios que vêm enfrentando. Anfitriã, a presidente do Saergs, Maria Teresa Souza, informou que o sindicato modificou seu quadro de funcionários. Para manter as atividades realizadas em prol da categoria, mencionou os convênios assinados junto ao CAU para repasse de verbas que viabilizarão a realização de eventos em 2017 e 2018. Citou como uma das prioridades para o próximo ano a reestruturação da sede administrativa do Saergs e a realização de cursos direcionados aos profissionais. Maria Teresa lembrou ainda o trabalho realizado junto aos municipários de Porto Alegre e contra a extinção de fundações ligadas ao governo do Estado do RS.

O presidente do Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas do Paraná (Sindarq/PR), Milton Gonçalves, falou sobre a ação frente ao plano diretor de Curitiba. Também citou que foram retomados os convênios de assistência técnica com as prefeituras para viabilizar ajuda às comunidades e relatou ação do sindicato em relação ao patrimônio histórico da capital paranaense e em apoio às causas do movimento grevista dos servidores.

O presidente do sindicato de Santa Catarina (SASC), Emanuel Guerra, relatou os eventos realizados no estado e a intervenção junto à prefeitura de Florianópolis pela contratação de arquitetos. Mencionou a participação em mobilizações públicas e junto às eleições do CAU naquele estado.

Afiliados