Notícias

Entidades celebram união que potencializa realização do UIA 2020 RIO Data: 12/01/2016 Fonte: Imprensa FNA

Potencializar ações em benefício dos profissionais de arquitetura e urbanismo é o objetivo principal de termo de parceria assinado entre a Federação Nacional dos Arquitetos (FNA) e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB). O documento, que viabiliza colaboração mútua entre as entidades para apoiar a realização do Congresso Mundial da União Internacional dos Arquitetos – UIA 2020, no Rio de Janeiro, prevê a destinação de até 10% dos recursos anuais arrecadados por meio da Contribuição Sindical Urbana (CSU). Em contrapartida, o IAB vai auxiliar divulgando a importância do pagamento da CSU.

 

>>> Clique aqui para ler o acordo

 

“A parceria tem como principal objetivo potencializar ações conjuntas das nossas entidades em prol dos profissionais de arquitetura e urbanismo e na busca de soluções que possam contribuir para a promoção da qualidade de vida da sociedade e do ambiente das cidades brasileiras”, disse o presidente da FNA, Jeferson Salazar. Segundo ele, estas ações devem ser realizadas tanto nacionalmente quanto nos estados e, certamente, “serão passos importantes para chegarmos em 2020 com o máximo preparo para que o Congresso da UIA seja exitoso na sua organização e proporcione bons frutos através dos temas que serão debatidos”. Neste sentido, o dirigente avalia que criar um ambiente harmonioso e de cooperação mútua é uma oportunidade ímpar para as entidades exercerem todo o amadurecimento acumulado durante a vitoriosa luta pela criação do CAU. “Teremos muito trabalho, mas também teremos muito o que comemorar”, garante.

 

presidente do IAB, Sérgio Magalhães, saúda a união entre todas as instituições de arquitetos e urbanistas em torno de objetivos comuns de valorização da profissão e da cultura arquitetônica.  “O termo de parceria assinado entre a FNA e o IAB será fundamental na viabilização dos eventos preparatórios até 2020”, afirmou. Ele destaca que o UIA 2020 RIO será uma oportunidade para estreitar as relações internacionais, mas, sobretudo, para criar uma agenda positiva de debates focada na melhoria das cidades brasileiras e na divulgação do papel do arquiteto e urbanista para o desenvolvimento do país.

 

Presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), Haroldo Pinheiro destaca que o UIA.2020 RIO, além de se configurar como o maior evento da Arquitetura e Urbanismo já realizado no país, mesmo antes de acontecer já apresenta bons resultados. “O apoio prestado ao IAB pelas entidades do setor, entre as quais já perfilam o CAU/BR, o CAU/RJ e a FNA, é um demonstrativo de nossa união em torno de um objetivo comum”, ressalta. Para ele, o Congresso possibilitará uma reflexão sobre a qualidade da Arquitetura que produzimos e os dilemas da cidade contemporânea.

 

Dirigentes estaduais do IAB e ex-presidentes da FNA comentam a parceria

 

Um das contrapartidas previstas pela parceria é a inclusão dos temas habitação de interesse social, assistência técnica pública e gratuita e o mundo do trabalho do arquiteto e urbanista na programação de debates do UIA 2020 RIO. Para Pedro da Luz Moreira, presidente do IAB-RJ e diretor do UIA 2020 RIO, as contribuições da FNA para o congresso são importantes e serão incorporadas não só ao evento, mas também nos debates e seminários preparatórios que serão realizados nos próximos cinco anos. “Discutir as estruturas organizacionais dos escritórios de arquitetura e urbanismo e novas formas de atuação profissional são fundamentais para o crescimento e valorização da nossa atividade”, avalia.

 

Presidente do IAB-RS, Tiago Holzmann da Silva ressalta que mais uma vez as entidades nacionais de arquitetura unem-se pela profissão, pelos profissionais e pela sociedade. “Desta forma, teremos mais condições de fazer avançar nossas demandas: o projeto completo para as obras públicas, os concursos públicos de projetos, a assistência técnica à moradia social, a universalização da nossa tabela de honorários, o planejamento urbano e o meio ambiente, e tantas outras lutas dos arquitetos em benefício de toda a população”, detalhou.

 

Irã Taborda Dudeque, presidente do IAB-PR e vice-presidente do IAB nacional, enfatizou que a parceria entre as entidades “é um resgate da lição de Miguel Pereira”. Falecido em 2014, Miguel Pereira foi presidente do IAB de 1989 a 1993 e dedicou sua vida a lutar pela política profissional. Segundo Dudeque, o ex-dirigente foi atuante na criação dos sindicatos de arquitetos e urbanistas. “As entidades agem novamente em conjunto, como sempre fizeram”, acrescenta. Miguel Pereira foi o primeiro incentivador da candidatura brasileira como sede do Congresso Mundial de Arquitetos de 2020.

 

Para a presidente do IAB-BA, Solange Souza Araújo, as contribuições da FNA para o congresso UIA 2020 RIO são importantes e, mais do que uma adesão, “representam a integração entre as entidades da arquitetura e urbanismo no Brasil, trazendo temas fundamentais ao exercício e a valorização profissional, dentre outros, que deverão ser debatidos durante os próximos cinco anos”.

 

“O acordo entre a FNA e o IAB para a realização do UAI2020 é importante e fundamental principalmente por nos permitir a discussão com outras entidades do mundo inteiro sobre a assistência técnica e a questão das relações de trabalho, temas não tratados pela UIA ate agora”, avalia o ex-presidente da FNA, Eduardo Bimbi, membro do Conselho Consultivo da entidade.

 

Valeska Peres Pinto, ex-presidente da FNA e membro do Conselho Consultivo, destacou o ineditismo da parceria, que envolve a soma de esforços para alavancar um evento e garantir-lhe recursos em um momento de crise econômica. “A inclusão de temas tratados amiúde nas organizações sindicais será um ganho para as demais entidades e o apoio ao Congresso da UIA uma contribuição para torná-lo um momento de valorização profissional”, frisou.

 

“A FNA como entidade sindical nacional dos arquitetos e urbanistas trabalhadores dá enorme exemplo para o país de solidariedade política com o IAB e demais entidades. Apoia a UIA 2020 e concede apoio financeiro para que o Brasil tenha o melhor evento. Com isso abre as portas para outras relações políticas mais amplas de interesse de toda a categoria”, pontua o vice-presidente do Sindarq-MS, Angelo Arruda, também ex-presidente da FNA e membro do Conselho Consultivo.

Afiliados